wattpad, primeiras impressões

Share

Sem Título-1Tenho mania de começar as coisas tudo de novo. É ruim. Cansa. Mas acho irresistível. Aprender uma nova profissão e quebrar a cara tudo de novo, como quando larguei o Direito. Aprender a falar outro idioma, me gustas, cabrón. Aprender um novo ofício, como o de beer sommelier. Cursar uma nova faculdade, a Letras. Desde o primeiro ano. Tudo de novo. All over again.

Com o wattpad é um pouco assim. Quéqué vc foi se meter com isso? Mais uma interface? Mais um lugar em que vc não conhece as regras? Tudo de novo?

O wattpad nada mais é do que uma rede social, em que as pessoas postam trechos de romances. Acho que é isso, não? Vi pouca poesia por lá. Ou livros de conto. No wattpad, o importante é ter um enredo forte. A maioria dos livros apresenta algum suspense. Faz sentido. Considerando que vc publica capítulo a capítulo, como num folhetim, a própria forma da interface dita bastante a forma das obras. O vocabulário sem muito rococó e linguagem coloquial são também imperativos. Enfim, não sei o que teria acontecido com Ulisses no wattpad, embora tenho certeza que Madame Bovary taria lá nos destaques.

Como todas as outras plataformas, fazer contatos e criar redes é uma arte. O wattpad pode ser bastante solitário. É a velha sensação de apertar o botão “publicar” e vc ver que o mundo continua o mesmíssimo, sem ligar a mínima pra vc. E que se vc quer aprender as chaves, vai ter que pedalar. Pensar em estratégias. Fuçar comunidades, fóruns. Páginas. Estudar. Observar ângulos. Estou nessa ainda.

Ando bem feliz com meu novo romance: XHX. Achei a cara do wattpad. Divulgar por lá, inclusive, me força a repensar nas minhas fraquezas prosaicas. Meus excessos contorcionistas. Meus excessos de delírio. No wattpad, até pode, mas tem que ser amarrado, já puxando pra um gancho.

Ontem mesmo recebi meu primeiro comentário. Emoción. De uma educação e gentileza imensas. Fui dormir animada. Ainda me sinto uma velha coroca usando wattpad. Naquele monte de capa de livro que mais parece uma locadora de filme. Quando as locadoras existiam. Mas vai passar. Me conheço. A graça de começar tudo de novo, all over again, é somar os outros truques. E aqui temos uma cartola cheia. Preparem-se.

 

[em tempo] não tem muito a ver com o tema, só que adorei este post do Hugo: Afinal, como escrevem os escritores?

Share

Related Posts

Follow on Feedly