filme

Poesia sem fim, por um cinema que cure

Poesia sem fim, por um cinema que cure

A proposta do filme novo de Alejandro Jodorowsky não podia ser outra: um cinema para mudar o teu espírito. Um filme para que quando você saia da sala escura, tenha descoberto algo que estava adormecido em ti. Uma saída para o cinema de autoria. Um cinema que esteja disposto a perder. Que não destrua o planeta. Que cure. Um cinema otimista, alegre.

Read more
Follow on Feedly