o que faço na casa das rosas?

Share

……turvo turvo
…… a turva
…… mão do sopro
……contra o muro
…… escuro
……menos menos
……menos que escuro
menos que mole e duro menos que fosso e muro: menos que furo
…… escuro
…… mais que escuro:
…… claro
como água? como pluma? claro mais que claro claro: coisa alguma
……e tudo
…… (ou quase)

Durante o Curso. Lemos aos poucos o Poema Sujo. Ao lado, um trecho do Rabo de Foguete – livro autobiográfico do Gullar sobre os anos de exílio. Não se contradizem, talvez mostrem que uma autobiografia é um texto sempre suspeito, feito para justificar algo do injustificável. Cada um  dos participantes do curso produziu um fragmento de texto, enfim, começamos a parte de criação. Sempre dá o que pensar.

Também a Sabrina Duran me entrevistou. Chegou com sua bicicleta desmontável e encantadora. Preciso dizer que tentei montar de volta a bicicleta desmontada e machuquei o dedo. Mas não pude admitir na hora: imagine só, o primeiro contato com alguém e vc lá, toda boba, de dedo machucado. As perguntas foram das melhores.

Imagino que não posso também comentar aqui detalhes do projeto da Sabrina, o Mulheres Centrais. O que posso dizer talvez é que alguns membros do Coletivo Garapa estão por dentro e o projeto recebeu o prêmio Marc Ferrez da Funarte. Fiquei animadíssima em participar.

Levei a blusa da Maiara, aquela que ela esqueceu no karaokê. Mas a Mai não apareceu. E olha que até lavei a tal blusa. No fim, fiquei assistindo os ciclistas da janela do ônibus. Dia Mundial sem Carro. Eles sempre me parecem frágeis demais, esse toque de utópico, isso do metrô estar no limite, isso de São Paulo já parou, de todos os fluxos estancados. Dão ternura.

dependendo do humor, minha maquininha cria fantasmas, reparô?

Share

Related Posts

2 Comments

  1. mai
    26 de setembro de 2010 at 19:27

    Maizinha meio fora do ar. Depois conto. Manda beijos especialíssimos para Ana R. Câmbio e desligo.

  2. mai
    26 de setembro de 2010 at 19:27

    Maizinha meio fora do ar. Depois conto. Manda beijos especialíssimos para Ana R. Câmbio e desligo.

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly