Ex-libris conversa sobre Mulheres Bravíssimas

O podcast Ex-libris, organizado por Geiza Martins e Priscila Fernandes, entrevistou a poeta Luiza Romão sobre o Prêmio Bravo!, premiação que fez a façanha de premiar somente homens há 12 anos.

Participei da conversa, comentando esta situação e muitas outras, a exemplo do que ocorre com antologias de poesia. Também conversamos se literatura feminista existe e pontos de mudança desta situação.

A Luiza Romão explica em sua voz clara e bem articulada sobre como é ser uma poeta contemporânea, como é seu trabalho poético que passa pela experiência coletiva, pela oralidade, pela intervenção na cidade e rua, suas batalhas diárias. Também como naturalizamos a literatura escrita somente por homens, que nos formou enquanto pessoas. Menciona ainda o fato do Carlito Azevedo ter se posicionado contrário às escolhas do prêmio (ele era um dos indicados) e como homens se pode colaborar na mudança destas situações.

Fiquei pensando depois no nome dos nossos últimos livros: “Coquetel Motolove” da Luiza e o “Furiosa”. Lembrei ainda do “Ultraviolenta”, o livro de estreia da Pilar Bu, lançamento fresquinho agora de abril. Acho que esses títulos dizem muito sobre o espaço que ocupamos e como fazemos força para os ocupar. Não sei. Uma ideia que relampejou rapidinho agora.

Não deixe de ler ainda este post da AzMina sobre o feito da Revista Bravo!, com vídeo ótimo sobre o tema do Prêmio Bravo! estrelado com as poetas Luiza Romão e Maria Giulia Pinheiro.

*   *   *

Ouça o podcast Ex-libris #16 Mulheres Bravíssimas aqui

Mulheres bravíssimas, com as poetas Luiza Romão e Ana Rüsche

Ser escritora lida e premiada no Brasil é uma exceção. Segundo um estudo da Universidade de Brasília, 72,7% dos escritores publicados por grandes editoras é masculino.

Recentemente, o universo literário se viu envolto na polêmica do Prêmio Bravo, que premia somente homens já há 12 anos. Algumas escritoras protestaram. Uma delas é a poeta Luiza Romão, convidada deste episódio.

.

 

Related Posts

Comments are closed.

Follow on Feedly