lápis e lápide

Share

Pencil

Fui e voltei mais uma vez de Buenos Aires. Sim, trouxe mais livros e poemas na cabeça. Aqui do outro lado, as coisas andam corridas e cheias de novidades. Livro novo em breve, o Furiosa. Aos poucos, contarei.

Depois de um longo inverno – aliás, “inverno num país tropical” é um conjunto de inéditos que consta neste livro embrionário – fiz uma série de poemas. Publicarei alguns por aqui. Sei bem como é. Basta fechar um livro que poemas que poderiam estar nele brotam aos borbotões.

Esta safra nova é meio engraçadinha, com jogos de palavra. Tipo uma entresafra. Não é um, não é outro. Um caminho no meio. Aí vai um.

.

lápis e lápide

quase o mesmo som,
o que vc disse?

lápis, aponta o mineral que jaz em leito de
madeira. lápide, aponta a madeira que jaz em
leito mineral.

a expectativa de uma linha
de expressão
pra se apagar ou amargar

na dúvida, não seja boba,
a vida é muito curta pra ser poeta.

.

.

Imagem: esta foto fabulosa de lápis é de Kamranki via wikicommons.

Share

Related Posts

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly