faz-se o caminho ao andar

Share

Se vc for às bancas ou para os mais afortunados que esperam em casa, nessa edição do Le Monde Diplomatique (maio, ano 2/#22) há uma resenha que fiz sobre a COLEÇÃO POESIAS DE ESPANHA: DAS ORIGENS À GUERRA CIVIL, organização e tradução do Fábio Aristimunho Vargas, editora Hedra.

“O bom tradutor, assim como o melhor bailarino, é aquele que esconde a ideia de esforço e manifesta sua arte por meio da simplicidade. A nova Coleção Poesias de Espanha contém quatro volumes dessa simplicidade espantosa, divididos conforme as línguas de origem: Poesia espanhola, Poesia catalã, Poesia galega e Poesia basca – do século XII até o marco da Guerra Civil Espanhola, há 70 anos”.

 

+ aqui no Medianeiro há posts interessantes sobre o tema.

Share

Related Posts

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly