e exageros e bogagens bonitas

Share

#resultado | concurso ♪ o meu caminho para casa ♫

conforme prometido (e raramente cumprido), segue o poema de um dos vencedores do ‘concurso’. trata-se do bruno de abreu, dono do blogue desembocadouro (“tudo o que queria/ era uma manhã muito branca/ súbita/ que me despregasse”). ele foi o último a enviar texto, nada mais justo que seja o primeiro. assim mais ou menos sigo os preceitos do alto.

.

a trouxa apertada deste quarto,
há vezes que

afrouxa, afrouxa:

com seus panos – desatar
os nós – ergo
uma cabana extensa de abrigar
minhas coisas de vagar
longe

– estou tão espaçoso.

volto sempre
cheio de novos devaneios
e exageros e bobagens bonitas
como souvenirs

– sempre haverá
novas e coloridas interpretações
do poente pra se estampar
em ímãs de geladeira.

após finda a contemplação
inconsciente da parede
azul, é sempre
esta a trilha

esperada do após
se acabar aquela viagem,
qualquer que seja

o peso da bagagem:

voltar pra casa
tão vasto como o caminho

e espalhá-lo
pelos quartos. transformá-los

numa extensão
de abrigar-se vastamente

– trazer às janelas,
aos olhos
aquela vista
embasbacante.

.

Imagem: roubei do próprio bruno, que por sua vez contrabandeou do hopper. Chama-se “rooms by the sea”, às vezes queria eu essa luminosidade.

Share

Related Posts

2 Comments

  1. Bruno Abreu
    12 de fevereiro de 2010 at 00:45

    ana, como já te disse, adorei, viu… muito obrigado!

  2. Bruno Abreu
    12 de fevereiro de 2010 at 00:45

    ana, como já te disse, adorei, viu… muito obrigado!

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly