Como se escreve um prefácio?

Share

Você recebeu um convite incrível e emocionante: escrever uma apresentação de um livro!

Um prefácio para uma pessoa que você admira, para alguém que gostaria que tuas palavras somassem estivessem em um livro em gestação. Que delícia, que felicidade.

Passada a euforia emocionante, você entra em completo pânico, pois não tem a mínima ideia de como escrever isso!
Pior ainda: é um texto de responsabilidade.

Vixe.

mais um post da série Para quem Escreve

Diante de dúvidas recorrentes, redigi um pequeno tutorial com ideias possíveis para se escrever este tipo de texto – apresentações, prefácios.

Não leia como regras e sim sugestões. Cada livro trata de um assunto completamente diferente do outro, possuem histórias diferentes. Tentei escrever um tutorial genérico que servisse de ficção a não ficção, válidos tanto para títulos fictícios como “Fisioterapia no novo milênio” a “Desejos no espaço – um romance em klingon”.

O importante é entender que o universo do texto é o livro que será prefaciado.
Mergulhe neste mundo, no livro que está diante de você!

.

Sugestão de passo a passo:

[1] Prazo e extensão: antes de começar certifique-se com quem te pediu a apresentação: qual o prazo e qual a extensão do texto? A extensão do texto pode vir em caracteres, palavras ou páginas. Você recebeu um original completo do livro? Geralmente o envio é feito em pdf.

[2] Leia o livro anotando tudo que é interessante numa folha, sem se preocupar com o teu texto. Simplesmente sinta o texto. Entregue-se à leitura. Chamarei esta folha de “folha de anotações de leitura”.

[3] Depois da leitura, sem olhar para a folha de anotações de leitura, elenque 3 aspectos centrais apresentação: qual é o assunto do livro? Quais inovações/maravilhas/diferenciais o livro trará ao público? Quem escreveu o livro?

[4] Contraste os 3 aspectos elencados com a folha de anotações de leitura. Momento para listar dúvidas, evidenciar descobertas, levantar esquecimentos. Você consegue vislumbrar uma linha de redação? Qual a melhor ordem para os tópicos serem dispostos? Faltou algum assunto relevante? Este material preenche a extensão do texto que me pediram?

[5] Organize então o esqueleto de tua apresentação, ordenando os tópicos que pretende abordar e descartando ideias que não interessam neste momento.

Dicas:

  • Selecione 2 a 3 citações bonitas do livro prefaciado para entrar na apresentação. É fundamental que a “voz” do livro se faça ouvir na apresentação.
  • Divida os tópicos, concedendo mais palavras/parágrafos ao que for mais importante (parece óbvio, mas a gente adora perder espaço para coisinhas de rodapé, hehe). Talvez o que for mais relevante seria legal dispor na primeira metade do texto.
  • Qual a ideia que poderia fechar a apresentação e empolgar quem iniciará a leitura?
[6] Uma vez que você tem o material organizado e o esqueleto rascunhado, você terá uma organização clara e pode começar efetivamente a escrever!

[7] Ao entregar o texto até um pouquinho antes do prazo para não matar ninguém do coração (né, Paty?), não esqueça de perguntar se a editora conta com profissional de serviço de revisão. É fundamental que o texto seja revisado por quem tenha esta profissão, sim? Também é legal se colocar à disposição para fazer algum ajuste no conteúdo, sempre pode passar algo.

.

Bonus track

Exemplos de elementos que podem constar em uma apresentação ou prefácio:

Adiantar o conteúdo do livro, sem entregar de bandeja. Às vezes, um resumo do primeiro quarto do livro funciona para este propósito ou um resumo do argumento central.

Inserir uma motivação a quem lê. Imagine que uma pessoa folheia o livro em uma livraria. Lê tua apresentação. Ficará interessada a ler o restante?

Responder perguntas como: dentro de um universo de obras já publicadas, qual a diferença deste livro? Em que aspecto o livro é inovador, interessante, maravilhoso?

Apresentar quem escreveu a obra: é interessante constar um recorrido sobre a biografia de quem assina o livro, reforçando quais qualidades esta pessoa possui para ter escrito (vivências, experiências de vida, etc).

.

Na dúvida, siga a intuição

Conselho tilelê, mas válido. Como apresentações carregam uma dose emocional, você saberá resolver.
Afinal de contas, se te convidaram devem imaginar que você esteja a altura do desafio, né?

 

+ Três ideias para começar a redigir uma crítica

+ Para quem escreve: série com assuntos variados

Share

Related Posts

Follow on Feedly