cidades e bibliotecas

22051178881_2e092b45b8_zHoje vim escrever da New York Public Library, biblioteca pública gigantesca que se situa no centro de Manhattan. No melhor espírito Escritores na Estrada: a necessidade não apenas de escrever, mas de relatar, publicar, transmitir, chegar.

É um lugar que gosto. Embora seja tão cheio e com tantos guardas. Engraçado que, por acaso, vesti a camiseta cinza que comprei aqui uma vez. Como se houvesse o chamado. Com o dólar alto assim, bem, creio que é o lugar perfeito. Considerando que a wifi também pública.

22028903432_bd8d8d2718_mA sala que estou tem um barulho insistente de luz que vai queimar, sabe? Uma abelha metálica zumbindo. Há mesas grandes de madeira, cadeiras igualmente grandes, maciças e torneadas. As prateleiras vão do chão ao teto e estão vazias. Não me pergunte o motivo. Deve ser alguma divisão, cujos livros ainda serão escritos. Há câmeras de segurança. Em algumas mesas, há tomadas apinhadas de cabo visitantes.

Nesta grande sala, há todos os tipos de cortes de cabelo possíveis. Como se juntassem a moda das últimas quatro décadas, chacoalhassem e soltassem numa sala de biblioteca. Engomadinhos. Mezzo branco, mezzo pink. Lisos presos em trança. Chitãozinho e Chororó. Raspados. Carecas. Bonés. Nuca batidinha. A diversidade dos cabelos é a mesma das vestimentas. E das posturas. Todas as pessoas digitam.

Fico com saudades da Mário de Andrade. A biblioteca da minha aldeia. Visito pouco. Frequentava mais a Florestan Fernandes, também tão querida. Gostaria que houvesse mais bibliotecas no mundo.

Biblioteca é um lugar onde você simplesmente entra. Sem saber muito o motivo. Nem o que procura. E encontra algo muito diferente do que esperou. Uma cidade é uma biblioteca.

22029483612_26bce4b824_z

.

+ lista dos melhores lugares de Nova York para se escrever (em inglês)

Related Posts

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly