ainda. grupinhos de criação literária

Share

Sobre os grupos de criação literária, foi engraçado que algumas pessoas vieram conversar comigo a respeito depois do post. Amigos que riram e me contaram outras coisas estapafúrdias. Mas meu plano da vez mesmo é escrever um conto sobre um tema correlato, baseado num bate-papo com a Nessoila*: pessoas viciadas em cursos de criação literária. Já pensou? E também acho Os Detetives selvagens delicioso de ler, às-vezes-chama-se-Christina, talvez esse futuro-conto-em-rascunho serviria para homenagear amigues do mundão…

Colo ainda o comentário do Hugo, pq achei bem bonito. Ele fez Direito (ou não) comigo e participou do grupinho do final dos 1990 mencionado:

“Adorei seu post. Bateu aquela saudade…

Mas, com ou sem saudades, concordo contigo sobre o método crítico. Hoje, como profissional da crítica literária, adoto um método diametralmente oposto àquele que usávamos na faculdade.

Esta semana mesmo escrevi para uma cliente dizendo o seguinte: “Ao contrário do que muitos pensam, o objetivo da análise crítica não é enquadrar o escritor dentro de uma fórmula padronizada (ex.: “isto é considerado bom para a academia” ou “isto é considerado vendável pelo mercado”). O objetivo da análise crítica é ajudar o escritor a tomar consciência da forma que lhe é mais autêntica, para que então possa seguir escrevendo a sua própria literatura, isto é, aquela literatura que somente você poderá escrever.”

Enfim, seja como for, o grupo que tínhamos na faculdade me ajudou a encontrar a minha forma de encarar a literatura”.

 

Ótimo fecho provisório pra um assunto que nunca tem fim.
* oh, céus! não sei o endereço atualizado do blogue literário da Nessa! Mas depois do nosso incrível encontro dos blogues de literatura, tudo vai ficar mais fácil. Vc pode ler aqui sobre isto ou esperar, que depois explico melhor o lance.

Share

Related Posts

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.

Follow on Feedly